Filmes, peças e debates 2012

PROGRAMA DE ENTRADA LIVRE

Apresentação de filmes sobre TO, peças e debates.

Quinta-feira, 16 de Fevereiro
21h, Casa da Achada
DOCUMENTÁRIO
Metaxis
16’24’’ / Direção: Centro do Teatro dos Oprimidos / Bastien Thomas Viltart
Apresentação de filme seguido de troca de experiências entre os grupos que participam no encontro. Este filme é dedicado a Augusto Boal e relata a profunda vivacidade de sua obra – O Teatro do Oprimido -, no Brasil e em países lusófonos da África. Passo a passo Metaxis conta como, em relação a censura ditatorial brasileira, Boal sistematizou uma metodologia artística revolucionaria, que se expandiu por mais de setenta países e que na atualidade continua a crescer. Nas Américas, na África e em todos os continentes a semente do Teatro do oprimido foi plantada e isso e retratado no documentário Metaxis.

Sexta-feira, 17 de Fevereiro
21h, Casa da Achada
SESSÃO DE TEATRO-FÓRUM
Estudantes por empréstimo
Apresentação de peça do grupo Estudantes por empréstimo.
Sofia acaba de entrar na faculdade. A recepção é bastante calorosa – um rosto sorridente de um Banco estende-lhe um cartão de estudante – mas a vida académica, principalmente com a chegada do processo de Bolonha, dá-se a um ritmo acelerado e com poucos apoios. Sofia precisa de uma bolsa para estudar. Após uma longa espera, vê a sua candidatura indeferida – procura o apoio dos amigos, da Associação de Estudantes, dos Serviços de Acção Social e, finalmente, do Banco. O que pode ela fazer para conseguir continuar a estudar? Será o empréstimo a única solução possível?

Curinga: José Soeiro. Actores e actrizes: Amarílis Felizes, Joana Cruz, José Miranda, Marta Calejo,… Passou por… cerca de 40 universidades e escolas secundárias (em quinze cidades de Portugal), Assembleia da República, Pula- Croácia (num festival de teatro do oprimido) e Madrid.

Sábado, 18 de Fevereiro
16h, Centro de Cultura e Intervenção Feminista

SESSÃO DE TEATRO-FÓRUM
X – Perar. Grupo de Teatro Fórum ValArt | GTO LX

Apresentação de peça de grupo ValArt – Grupo de Teatro Forúm do Vale da Amoreira.
Márcia é uma jovem de 16 anos em pleno crescimento enquanto mulher. Ela tem um namorado, Rafa. Eles estão apaixonados e passam muito tempo juntos. Quando Márcia está com Rafa, ela sente “coisas”. Márcia é uma rapariga que quer tornar-se uma mulher adulta e independente na tomada das suas decisões. Ela quer iniciar a sua vida sexual, mas de uma forma consciente e protegida. Porém encontra vários obstáculos no seu percurso de desenvolvimento. Porquê que o sexo é tabu, essencialmente para as mulheres? Porquê que a mulher com desejo de ter relações sexuais é criticada pela sociedade? Porquê que uma mulher sexualmente activa é considerada vadia e o homem um garanhão?
Ficha Técnica │ Criação Colectiva ValArt  Actores e actrizes Adriano Correia, Carlos Brito, Cassandra Tavares,Gisela Santos, Jamy Will, Marilda Jué Djaló, Vanessa Garcia, Vânia Lopes, Jair Colsoul, Vilma Domingos, Cláudia Djaló, Bruno Barbosa, Lúcio Andrade Curinga Vânia Lopes Design Sardinha Produção GTO LX Agradecimentos Ana Beato (sexóloga)

Sábado, 18 de Fevereiro
21h, Centro de Cultura e Intervenção Feminista
DOCUMENTÁRIO
Jana Sanskriti, um Teatro em Campanha
52’, Jeanne Dosse
Apresentação de filme seguido de comentário de Inês Magalhães (associação Dínamo), Joana Manuel (actriz, activista do M12M) Olímpia Pinto (Umar).
Mais de mil camponeses indianos decidiram não tolerar mais os problemas da sociedade indiana: o patriarcado, a corrupção e, pior ainda, a indiferença. Para esta luta, eles escolheram um instrumento inesperado: o teatro. Através de depoimentos corajosos e de trechos de suas peças de teatro-fórum, os membros do Jana Sanskriti (a cultura do povo) nos revelam uma Índia solidária. A trupe, sediada no Bengal Ocidental, faz parte de um movimento presente em dez estados do país.

Domingo, 19 de Fevereiro
21h, Casa da Achada
SESSÃO DE TEATRO-FÓRUM
Quem decide as tempestades?
Apresentação da peça do grupo Mulheres na Pesca dos Açores.
A Rosa é gameleira. Desde que as suas mãos se lembram de trabalhar, constrói gamelas para o marido levar para o mar. São horas de trabalho não pago. Um dia pede para receber pelo trabalho que faz. Não consegue. Outro dia farta-se e decide tirar a cédula maritima para poder ir para o mar e receber pelo seu trabalho. Mas o marido não deixa…
Curingas: Judite Fernandes e Catarina Fernandes. Actrizes: Ilidia Bettencourt, Laurinda Sousa, Joana Medeiros, Clarisse Canha, Fátima Fontes, Glória Brasil, Maria dos Anjos Medeiros, Lúcia Bettencourt, Cristina Azevedo, Maria do Espirito Santo Ferreira, Lurdes Moniz. Passou por….Angra do Heroísmo, Horta e Lages do Pico

Terça, 21 de Fevereiro
15h, Casa da Achada
Apresentação da peça resultante da formação Ó prima2012!
16h30Mesa redonda: Teatro do Oprimido e movimentos sociais. Mesa redonda sobre o teatro do oprimido enquanto ferramenta de emancipação social e política, com a participação de activistas de movimentos sociais diversos.

Anúncios

4 thoughts on “Filmes, peças e debates 2012

  1. Pingback: Teatro Ó Prima « Ysaura's Blog

  2. Parabéns pela iniciativa, fico muito satisfeita de saber que em Portugal se está a trabalhar de forma bastante exigente e com muita qualidade na luta pela transformação social através do Teatro do Oprimido.

  3. nussa me ajudaran mt no meu trabalho beeijao q deus le d en dobro td d baun…♥

Os comentários estão fechados.